Print Shortlink

Prédio da Câmara de Cordeirópolis ainda não tem prazo para funcionar

Teto de gesso está caindo no prédio da Câmara de Cordeirópolis (Foto:  Enio Hespanhol (VC no G1))Teto de gesso está caindo no prédio da Câmara
da cidade (Foto: Enio Hespanhol (VC no G1))

A parte superior do prédio da Câmara de Cordeirópolis (SP) continua sem prazo para voltar a ser utilizada. Segundo o presidente do Legislativo, Wilson José Diório (PSDB), as empresas que farão as reformas no local ainda não foram notificadas judicialmente e por isso as atividades administrativas estão mantidas apenas no subsolo do prédio, que está liberado.

O juiz da cidade, Marshal Rodrigues Gonçalves, determinou na última quarta-feira (26) que o local continuará interditado até que os problemas apontados pelo Ministério Público sejam solucionados. O MP apresentou um laudo listando pelo menos dez problemas na edificação, construída em 2010 e interditada no último dia 14 de agosto. De maneira provisória, os vereadores realizam as sessões no Centro de Convivência do Idoso (CCI), cedido pela Prefeitura.

O presidente da Câmara também informou que apesar da decisão, os trabalhos no Legislativo de Cordeirópolis não foram afetados. “Não fomos prejudicados de maneira alguma, pois em principio os trabalhos administrativos usam o subsolo do prédio. Já as sessões continuam no CCI, até resolvermos esses problemas”, disse Diório.

A denúncia oferecida pelo MP foi feita a pedido do próprio presidente da Câmara, mas no mesmo dia o funcionário público John Michael dos Santos, de 23 anos, já havia solicitado aos vereadores o resultado do laudo.

Construção polêmica
A construção do prédio da Câmara, inaugurado em 30 de dezembro de 2010, já havia passado por muita polêmica em Cordeirópolis. A obra foi iniciada em 2007, mas a construtora contratada desistiu de terminar o prédio um ano depois. Em 2010, mais de dez empresas assumiram uma parte da edificação cada. O custo do prédio chegou a R$ 4 milhões.

Câmara de Cordeirópolis é interditada nesta segunda-feira (Foto: Divulgação)Inaugurado em 2010, prédio da Câmara de Cordeirópolis está interditado desde agosto (Foto: Divulgação)

Para ler mais notícias do G1 Piracicaba, clique em g1.globo.com/piracicaba. Siga também o G1 Piracicaba no Twitter e por RSS.

 


 

Fonte: http://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2012/10/predio-da-camara-de-cordeiropolis-ainda-nao-tem-prazo-para-funcionar.html

Leave a Reply